Homus Tahine Picante Filipe Souza
Homus Tahine Picante Filipe Souza

A palavra Homus é de origem árabe e significa apenas “grão-de-bico”. Simples não é? Mais simples ainda é essa receita que eu adaptei de diversas outras que pesquisei pela internet.

Não sou uma pessoa de seguir receitas ao pé da letra, gosto de adaptar e vivo adaptando! E não seria diferente com um dos meus acompanhamentos favoritos. Então vamos deixar de papo furado e indo direto ao ponto.

Vou indicar os ingredientes para uma porção pequena de Homus, cerca de 300 gramas. Pois nos meus testes eu fiz mais de 1 quilo. É… Exagerei! Mas congelei e aos poucos fui usando.

Ingredientes:
– 2 xícaras de grão-de-bico cozidos;
– 400 gramas de sementes de gergelim (Para fazer o Tahine);
– 5 colheres de sopa de Tahine;
– 3 cebolas pequenas;
– 5 dentes de alho;
– Suco de 3 limões
– ½ de xícara de azeite;
– 2 colheres de sopa de Molho de Pimenta Árabe;
– Pimenta do Reino;
– Pimenta Síria
– Cominho;
– 1 Pitada de Sal
– 2 xícaras da água do cozimento do grão-de-bico

 

Modo de Preparo

– Tahine

Tahine Filipe Souza
Tahine Filipe Souza

O Tahine nada mais é do que uma pasta de gergelim. Eu já comprei o gergelim torrado, mas deixei as sementes torrarem mais um pouco na frigideira. O ponto certo de tirar é quando os grãos começam a exalar um aroma de amendoim.

Em seguida passei as sementes do gergelim no processador usando o triturador. Aquela peça que tem duas lâminas parecidas com facas. Joguei as 400 gramas dentro do processador e deixei no máximo. Demorou quase 20 minutos para o gergelim começar a soltar o óleo.

Como sou impaciente, esquentei no micro-ondas ½ xícara de água por 1minuto em potencia máxima. E fui jogando aos poucos. Algumas pessoas na internet criticam o uso de água nesse processo, dizem que a pasta fica amarga. Honestamente não percebi diferença no gosto. Para mim ficou bom e normal.

E em 15 minutos todo o gergelim já tinha se tornado uma pasta, separei cerca de cinco colheres de sopa para o Tahine e congelei o que sobrou.

Para a etapa seguinte cozinhei o grão-de-bico por quase duas horas. Calma que eu posso explicar. Morro de medo de usar panela de pressão. Já tive uma experiência muito ruim, mas se você tem coragem. Manda ver! Acho que fica pronto em 20 minutos na pressão.

Enquanto o grão-de-bico cozinhava soquei os alhos e processei junto com as cebolas. Deixei reservado.
Peguei o grão-de-bico e processei e aos poucos e fui colocando a água. Quando começou a se tornar uma pasta, fui adicionando a cebola, as cinco colheres de tahine, os temperos, o sal, o azeite e o limão.

Em um primeiro momento não adicionei o molho de pimenta árabe e nem o cominho. Experimentei e ficou sem graça. Então adicionei as cinco colheres de molho de pimenta árabe. Ficou excelente! Guardei em um pote uma parte e reservei.

Dividi a quantidade de homus em dois potes, um com cominho e outro sem. E para acompanhar usei pão francês torrado, pão de forma torrado e o tradicional pão árabe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Formado em jornalismo e mídias digitais, mas trabalho com tecnologia há quase vinte anos. Crítico musical há quinze, já escrevi para algumas publicações no Brasil e em Portugal. Há onze anos sou jornalista responsável pelo portal Metal Zone. Quantos anos nesse parágrafo... Faço parte de “trocentas” redes sociais, instalo e fuço todo o tipo de apps, frameworks e plugins. Coleciono celulares e toda hora quero um gadget novo. Sou fã incondicional do Google e sua lista de quinquilharias: Buzz, Orkut, Android, Picasa, etc... Leitor e colecionador de Stephen King, Nelson Rodrigues, Vertigo e Bukowiski. Ouvia muito Iron Maiden, Helloween, Megadeth, Type O Negative e Engenheiros do Hawaii, atualmente ouço mais AC/DC, Metallica, Matanza, Lenine e Paradise Lost. Mas ouço diversos estilos de música audível: Jazz, Blues, Rock Nacional, Death Metal, Heavy Metal, Thrash Metal, Doom, Punk, Hardcore, MPB, Música Erudita, Bossa Nova e por ai vai... Considero-me amante da fotografia, só que clico mais shows. Geralmente quando faço a cobertura do evento para o Metal Zone. Adoro Jornada nas Estrelas, Guerras nas Estrelas, Arquivo X, Dexter, House e Supernatural. Filmes de ficção científica, terror, suspense e comédias. Assisto muito Shoptime, Discovery Chanel e algumas novelas (risos). Coleciono Box de séries, action figures, CDs, LPs, HQs, livros, miniaturas e por ai vai. Sempre dou pitaco nos jogos de futebol e pego no pé dos torcedores, mas não manjo nada de Futebol. Sou comprador assíduo de CDs, livros, revistas e eletrônicos, mas assíduo MESMO! Sou Católico e Fluminense por convenção, ou seja, já tenho as respostas certas para as perguntas comuns: - Qual time você torce e qual a sua religião? Ainda que devoto de São Jorge e Nossa Senhora Aparecida. E tenho interesse grande por religiões afro-brasileiras e cultura indígena sul americana, celta e nórdica. Também nutro um carinho especial pelo campeonato inglês e alguns times como: Santos, Internacional, Liverpool e Chelsea. Coleciono camisas de times e bandas de rock. Trabalho com comunicação e marketing digital além de desenvolvimento web há mais de dez anos. Recentemente montei uma empresa no esquema chique de home-office, com CNPJ e tudo o mais. Já atendo uma gama razoável de clientes. Tento há anos terminar um livro de ficção científica pós apocalíptica. Como tento também abraçar um monte de projetos ao mesmo tempo. Inclusive uma banda de Gângster-Splatter-Hardcore-Metal chamada Líquidos Cadavéricos. Esse nome eu tirei de um livro de medicina há muitos anos. Sonho em aprender a jogar poker, ter uma moto Honda Shadow 750C e cruzar a América do Sul e o México até a fronteira com os Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.