Stephen King - Novembro de 63É inacreditável como Stephen King consegue fazer uma viagem no tempo que não usa nenhum aparato tecnológico e ainda assim parecer fantástica. As paginas me prenderam e o enredo é cheio de ação o tempo todo.

A singular viagem no tempo contada pelo autor começa no interior dos EUA quando um professor em 2011 decide ajudar um amigo com câncer a realizar uma difícil missão: impedir o assassinato de John Kennedy, um dos mais expressivos presidentes da história americana.

Como em todas as obras de Stephen King, o tema central é apenas o pano de fundo. Sendo assim a viagem no tempo fica até em segundo plano, já que alimenta um enredo cheio de tramas, experiências de vida e nostalgia.

Talvez Stephen King tenha se inspirado em Alice no País das Maravilhas, já que utiliza-se de uma passagem para voltar no tempo. E acessar um mundo, que para ele era novo e cheio de maravilhas. Quando o professor atravessa essa passagem e chega ao final da década de 50, descobre como era mais saudável e humano viver em um período sem celulares, computadores entre outros aparatos tecnológicos.

No livro, Stephen King deixa claro o quanto a sociedade mudou. O quanto se tornou mais egoísta à medida que evoluía tecnologicamente. Como o dinheiro se valorizou e os produtos ficaram mais caros. E os valores da vida se perderam com o passar das décadas.

Arrisco-me a dizer que Novembro de 63 está entre os cinco melhores livros do autor. E é uma trama perfeita para um ótimo filme. Tem suspense, mortes bizarras e brutais, ação, aventura, história e até uma boa dose de romance, que me fez torcer pelo par romântico do livro.

2013
Suma de Letras

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Formado em jornalismo e mídias digitais, mas trabalho com tecnologia há quase vinte anos. Crítico musical há quinze, já escrevi para algumas publicações no Brasil e em Portugal. Há onze anos sou jornalista responsável pelo portal Metal Zone. Quantos anos nesse parágrafo... Faço parte de “trocentas” redes sociais, instalo e fuço todo o tipo de apps, frameworks e plugins. Coleciono celulares e toda hora quero um gadget novo. Sou fã incondicional do Google e sua lista de quinquilharias: Buzz, Orkut, Android, Picasa, etc... Leitor e colecionador de Stephen King, Nelson Rodrigues, Vertigo e Bukowiski. Ouvia muito Iron Maiden, Helloween, Megadeth, Type O Negative e Engenheiros do Hawaii, atualmente ouço mais AC/DC, Metallica, Matanza, Lenine e Paradise Lost. Mas ouço diversos estilos de música audível: Jazz, Blues, Rock Nacional, Death Metal, Heavy Metal, Thrash Metal, Doom, Punk, Hardcore, MPB, Música Erudita, Bossa Nova e por ai vai... Considero-me amante da fotografia, só que clico mais shows. Geralmente quando faço a cobertura do evento para o Metal Zone. Adoro Jornada nas Estrelas, Guerras nas Estrelas, Arquivo X, Dexter, House e Supernatural. Filmes de ficção científica, terror, suspense e comédias. Assisto muito Shoptime, Discovery Chanel e algumas novelas (risos). Coleciono Box de séries, action figures, CDs, LPs, HQs, livros, miniaturas e por ai vai. Sempre dou pitaco nos jogos de futebol e pego no pé dos torcedores, mas não manjo nada de Futebol. Sou comprador assíduo de CDs, livros, revistas e eletrônicos, mas assíduo MESMO! Sou Católico e Fluminense por convenção, ou seja, já tenho as respostas certas para as perguntas comuns: - Qual time você torce e qual a sua religião? Ainda que devoto de São Jorge e Nossa Senhora Aparecida. E tenho interesse grande por religiões afro-brasileiras e cultura indígena sul americana, celta e nórdica. Também nutro um carinho especial pelo campeonato inglês e alguns times como: Santos, Internacional, Liverpool e Chelsea. Coleciono camisas de times e bandas de rock. Trabalho com comunicação e marketing digital além de desenvolvimento web há mais de dez anos. Recentemente montei uma empresa no esquema chique de home-office, com CNPJ e tudo o mais. Já atendo uma gama razoável de clientes. Tento há anos terminar um livro de ficção científica pós apocalíptica. Como tento também abraçar um monte de projetos ao mesmo tempo. Inclusive uma banda de Gângster-Splatter-Hardcore-Metal chamada Líquidos Cadavéricos. Esse nome eu tirei de um livro de medicina há muitos anos. Sonho em aprender a jogar poker, ter uma moto Honda Shadow 750C e cruzar a América do Sul e o México até a fronteira com os Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.