Você sabe qual é a relação entre o Metallica, Microsoft e a Amazon?

Você sabe qual é a relação entre o Metallica, Microsoft e a Amazon?

Esses três grandes nomes do mercado soam bem familiar para qualquer pessoa. Mesmo que você não goste ou conheça a música do Metallica, ou não use produtos da Microsoft e nunca tenha comprado nada na Amazon.

Metallica

Você sabe qual é a relação entre o Metallica, Microsoft e a Amazon?
Você sabe qual é a relação entre o Metallica, Microsoft e a Amazon?

Pela popularidade dessas grandes marcas ao menos você sabe que o Metallica é um dos grandes nomes do heavy metal mundial. A banda americana foi criada em 1981 e já vendeu em todo o mundo mais de 90 milhões de álbuns, de acordo com os dados do site www.statisticbrain.com. Realizaram turnês que passaram por quase todo o globo e já tocaram até no Alasca.

A banda conta com mais de 15 álbuns de estúdio, sua popularidade rendeu filme, jogo para vídeo game como o Guitar Hero e até um cd gravado ao vivo com uma orquestra.

Microsoft

Você sabe qual é a relação entre o Metallica, Microsoft e a Amazon?
Você sabe qual é a relação entre o Metallica, Microsoft e a Amazon?

Em 1975, os amigos Bill Gates e Paul Allen fundaram a Microsoft. O primeiro produto desenvolvido pela empresa foi uma espécie de software para computadores como o Altair 8800. No ano seguinte a dupla chegou com Microsoft Fortran. Mas o grande negócio da empresa se deu em 1980 quando a IBM planejava lançar um computador pessoal, mas as negociações com a Digital Research falham e a IBM procura a Microsoft para o desenvolvimento de um sistema operacional. Então a Microsoft compra o sistema de uma outra empresa, reformula e vende para a IBM. Em 1982 a Microsoft passa a trabalhar com a Apple. Ao longo da década de 80, a Microsoft compra ou desenvolve pequenos programas como Microsoft Word, Planilha Multiplan, Windows 1.0, Windows 2.0 e Powerpoint.

Atualmente a Microsoft é a maior corporação multinacional de tecnologia do mundo, responsável não só pelo sistema operacional Windows, mas por ditar as regras de mercado para os sistemas operacionais para computadores pessoas e grandes servidores de dados. É também a criadora do vídeo game Xbox e seus jogos exclusivos como Gears of War e Halo. Seu leque de produtos vai desde o Windows, passando pelo Office e Programa para desenvolvimento de softwares como o Visual Studio.


 

Amazon

Você sabe qual é a relação entre o Metallica, Microsoft e a Amazon?
Você sabe qual é a relação entre o Metallica, Microsoft e a Amazon?

Já a Amazon talvez seja a menos conhecida entre esses três gigantes. A empresa americana instalou-se no Brasil há quase cinco anos. E diferente do mercado internacional, aqui no Brasil a Amazon vende apenas livros, sejam físicos ou digitais. E foi justamente com livros que Amazon chegou onde está hoje.

Tudo começou quando Jeff Bezos, deixou uma grande empresa de Wall Street, coração financeiro de Nova Iorque, após ter sua ideia recusada pelos diretores da empresa. E sabe qual era essa ideia? Jeff Bezos queria abrir uma empresa para vender livros online. Como ninguém deu crédito, ele pediu demissão e foi atrás de capital e uma cidade livre de impostos estaduais. A cidade escolhida foi Seattle, que além ser isenta de impostos estaduais, era sede de um dos maiores distribuidores de livros da época, a Ingram. Em 1994 Jeff Bezos fundou a Amazon e no ano seguinte o site da empresa já estava online vendendo seus livros. A empresa que começou de forma modesta, hoje fatura milhões de dólares em produtos. Atualmente a Amazon está presente com seus portais em 15 países, onde opera vendendo além de livros, produtos eletrônicos, cds e uma infinidade de artigos.

 

Mas o que essas três gigantes tem em comum?

Você sabe qual é a relação entre o Metallica, Microsoft e a Amazon?
Você sabe qual é a relação entre o Metallica, Microsoft e a Amazon?

Essas três empresas têm em comum o fato de saírem de dentro das garagens de bairro residenciais dos Estados Unidos. Uma simples garagem foi o laboratório de ideias e o estopim para que esses jovens fomentassem seus sonhos e desenvolvessem suas habilidades.

Começando em uma casa com garagem você já não gasta uma fortuna com o ponto comercial. Um local onde muita gente entulha tudo o que não quer dentro de casa serviu como laboratório para as mais criativas ideias do mundo.

É óbvio que apenas ter uma garagem não é receita de sucesso, mas se detalharmos as vantagens de um espaço como esse, chegaremos a ótimas conclusões:

1 – Espaço

A garagem serve não apenas para guardar carros, mas geralmente fica entulhada de objetos. Limpa e organizada é um lugar amplo e versátil para um escritório, pequenas produções das mais diversas. Além da garagem, temos o principal: a casa. Que já possui da infraestrutura necessária de suporte, como: cozinha, banheiros e etc.

Diferente dos EUA, no Brasil as garagens são menores, mas ainda assim é um espaço que pode ser aproveitado para uma confeitaria, lanchonete, bar, venda e confecção de brindes, estamparia e etc.

2 – Segurança

Se instalar em uma garagem de uma vizinhança segura e ao lado da sua casa, permite que você não só vigie o seu negócio praticamente 24 horas por dia, mas garante que não terá seus produtos e ideias roubados com tanta facilidade.

3 – Leis

Dependendo do que quer vender, abrir um ponto comercial na garagem da sua casa vai necessitar de algum conhecimento de leis.  Você vai precisar saber se as leis do seu município permitem a instalação de um determinado negócio, por exemplo um bar ou lanchonete que atenda ao público. Existem bairros que não permitem a abertura de empresas.

Não deixe de se regularizar, procure abrir nem que seja uma MEI (Microempreendedor Individual), dependendo do seu negócio é claro.

4 – Tempo

Um dos recursos mais escassos nos dias de hoje. Muitas famílias até têm ótimas ideias para aumentar a renda do lar, mas tem cada vez menos tempo: filhos, jornada de trabalho, transito para ir ao trabalho e voltar além de outros fatores.

Com a atual conjuntura econômica do país o tempo até pode aparecer, procure usá-lo com eficiência. Organize o seu dia de trabalho, faça uma planilha simples no excel com todas as suas atividades, números de telefones e os seus horários.

5 – Conhecimento

Apenas ter uma boa ideia não ajuda muito sem conhecimento. Estude, pesquise e use a internet para esgotar todas as possiblidades em adquirir conhecimento. Seja sobre o seu negócio, melhores modus operandi e até sobre os seus concorrentes e clientes.

6 – Dinheiro

O ponto fraco de toda start-up. Sem dinheiro não tem como começarmos nada certo? Exato. Se você não ganhou uma bolada da tia que morreu, não acertou na loteria ou no jogo do bicho, então você precisa de dinheiro.

Antes de montar o seu negócio na garagem, faça um orçamento de tudo o que precisa. Visite e pesquise um número absurdo de fornecedores. Veja com eles a diferença entre pagar à vista, cartão ou parcelado. Fique atento ao valor do frete de produtos vindos de outras localidades.

7 – Motivação

Conhecer “cases” de sucesso o ajudará a saber onde pisará com o seu negócio. Ter a motivação certa para deixa-lo entre o entusiasmo e a realidade é fundamental. Use toda a sua experiência no mercado de trabalho. Não deixe um minuto se quer a tecnologia de lado: Google, You Tube, Redes Sociais são atualmente a força motriz para que pequenos negócios prosperem.

 

Outras empresas que nasceram em garagens

Exemplos com empresas de garagem são inúmeros. A grande maioria são americanas, já que é muito comum as casas com garagens e bons bairros nesse país.

Entre as empresas criadas em uma garagem estão:

1 – Google, a gigante da tecnologia foi criada em setembro de 1998 da garagem de Susan Wojcicki.  Os universitários Larry Page Sergey Brin começaram seus projetos na garagem, mas como o tempo estava tomando muito o tempo deles, decidiram vender por $ 1 milhão de dólares, mas foi rejeitado por diversas empresas;

2 – Hewlett-Packard (HP), criada em 1939 pelos engenheiros Bill Hewlett e Dave Packard;

3 – Mattel, a gigante especializada em jogos e brinquedos foi criada em 1945. A empresa foi responsável pela criação da Barbie e os carros Matchbox;

4 – Apple, talvez esse seja um dos mais famosos cases de sucesso. Steve Jobs começou em 1976 na garagem dos seus pais e ao lado dos amigos Steve Wozniak e Ronald Wayne aos 21 anos de idade.

5 – Disney, quem diria que as animações criadas por Walt Disney um dia saíram da garagem do tio de Walt Disney: Robert Disney. Foi em 1923 quando os irmãos Walt e Roy se mudaram para a casa do tio Robert e filmaram um trecho de uma animação que depois se tornaria Alice no país das Maravilhas;

6 – Harley Davidson, em 1901 aos 21 anos o jovem William S. Harley queria criar uma potente e pequena bicicleta. E foi em uma pequena construção, bem similar a uma garagem, que William S. Harley e seu amigo de infância Arthur Davidson criaram os primeiros protótipos das famosas motos. E oficialmente em 1903 foi fundada uma das mais icônicas marcas do mundo;

Acredite

Nunca olhe para essas marcas e desanime. Elas não ficaram grandes da noite para o dia. Foram anos de tentativas e muitos projetos e noites jogadas no lixo. Perseverança e muito estudo ainda assim farão o caminho um pouco mais fácil.

Mesmo que o seu negócio “engate”, pequenos negócios e empresas levam cerca de três anos para começarem a andar com as próprias pernas. Então não deixe de acreditar.

Invista em tecnologia, design, imagem, publicidade e conteúdo. Se precisar de uma orientação e consultoria, entre com contato comigo, posso estruturar toda a sua empresa, desde a identidade visual, website, material gráfico, cartões de visita, criação de e-mails, hospedagem do site e registro do seu domínio.

 

Filipe Souza – Comunicação & Design

Meu site: www.filipesouza.com.br

E-mail: contato@filipesouza.com.br

Telefone/Whats App: (21) 97260-4582

 

Fontes de pesquisa:

http://www.retireat21.com/blog/10-companies-started-garages

http://pakwired.com/7-startups-that-started-in-garage/

http://raszl.com/blog/truth-about-companies-started-garages

http://www.accountingdegree.com/blog/2011/10-big-businesses-that-started-in-a-garage/

http://www.hennemusic.com/2016/04/video-metallica-revisit-their-garage.html

30 anos do Kill ‘Em All

30 anos do Kill ‘Em All
30 anos do Kill ‘Em All

Por Filipe Souza
Foto: Filipe Souza [Acervo Pessoal]
Matéria no Metal Zone: http://www.metalzone.com.br/site/materias/artigo.php?sec=7&cod_materia=290

Há exatos trinta anos que o Metallica mudava radicalmente o cenário mundial do rock pesado ou para não ser apedrejado pelos xiitas de plantão, troquem rock pesado por Metal.

Em 1983 quando os baluartes do metal britânico como Def Leppard e Iron Maiden agraciavam o mundo com Pyromania e Piece of Mind, o verão de 1983 ficou mais quente na costa oeste dos Estados Unidos. E foi no dia 25 de julho de 1983 que quatro rapazes americanos com muito sacrifício conseguiram lançar um marco na história chamado Kill ‘em All.

Originalmente o disco seria lançado com o título “Metal up your ass”, e a capa seria um braço segurando uma espada e saindo de uma privada. A gravadora Liberty, que era um selo ligado a EMI achou que seria um suicídio comercial lançar o disco com essa capa e título. Então o baixista Cliff berrou: – Kill’em all (mate todos eles). A ideia foi muito bem recebida pelos outros integrantes da banda e por Jonny, dono da Megaforce, que lançaria definitivamente o Metallica. E para a capa do disco Jonny ainda sugeriu algo mais simples e tão brutal quanto a ideia original: um martelo sobre uma poça de sangue com a sombra de uma mão se afastando.

O disco não foi um sucesso comercial, mas só o fato de ter chegado à posição 120 no Top 200 da Billboard fizeram todos da banda e do novato selo Megaforce muito felizes. Porém, até os dias de hoje já foram vendidas mais de 3 milhões de cópias de Kill’ em All.

O disco combina a velocidade do punk rock de bandas como Ramones, o peso dos britânicos do Motorhead, além dos solos brilhantes do Judas Priest. Todos esses ingredientes fizeram do Metallica e seu debut o nome mais falado do underground americano. Enquanto a grande mídia simplesmente ignorava o grupo, zines nos Estados Unidos e na Europa enalteciam o poder bélico da banda. Uma publicação chegou a mencionar que o Metallica seria a resposta americana ao Motorhead.

Porém, todo esse burburinho e as boas noticias sobre o debut do Metallica só tinha deixado apenas uma pessoa triste e espumando de raiva: Mr. Dave Mustaine. O ruivo que havia sido mandado embora da banda um mês antes das gravações e já tinha montado o Megadeth, estava cheio de rancor no coração e como uma metralhadora, disparava para todos os cantos seus recalques sobre o Kill’em All.

Em uma dessas entrevistas, Mustaine argumentou: “Fico me perguntando o que o Metallica vai fazer quando acabar o estoque dos meus riffs”. As más línguas dão conta que James e Lars obrigaram Kirk a refazer os solos do disco. Mas Dave era só veneno, e talvez sem tanta necessidade, já que o ruivo recebeu seus devidos créditos até no Ride The Lightning, que foi o segundo disco lançado pelo Metallica.

Kill’em All é um debut recheado de clássicos. Desde a primeira faixa “Hit the Lights” passando por “The Four Horsemen”, “Motorbreath”, “Jump in the Fire”, a instrumental “Pulling Teeth”, “Whiplash”, “Phanton Lord”, “No Remorse”, “Seek & Destroy” e para fechar “Metal Militia”. A grande maioria dessas músicas são tocadas até hoje nos shows da banda.

A faixa “Hit the Lights”, que aparece na icônica coletânea Metal Massacre é uma composição da primeira banda de James Hetfield, o Leather Charm. Assim como “The Four Horsemen”, que foi escrita por Dave Mustaine para sua banda Panic e que se tornou “The Machanix” no debut do Megadeth, Killing is My Business…My Business is Good (1985).

No aniversário de 30 anos do Metallica em 2011 a formação original da banda tocou “Metal Militia”, no palco além de James Hetfield (guitarra e vocal), Lars Ulrich (bateria), acompanharam também Ron McGovney (baixo) e Dave Mustaine (guitarra).

Kill’em All
Gravado entre 10 e 27 de maio de 1983 no estúdio Rochester em Nova Iorque.
Lançado em 25 de julho de 1983
Produzido por: Paul Curcio
Tempo total de áudio: 51:15

Cronologia:
Kill’em All (1983)
Ride the Lightning (1984)

Singles:
Whiplash (Agosto/1983)
Jump in the Fire (Janeiro/1984)

Lista de Músicas:
01. Hit the Lights (James Hetfield, Lars Ulrich) [ 4:16]
02. The Four Horsemen (James Hetfield, Ulrich, Dave Mustaine) [7:13]
03. Motorbreath (James Hetfield) [3:08]
04. Jump in the Fire” (James Hetfield, Ulrich, Mustaine) [4:41]
05. (Anesthesia) – Pulling Teeth (instrumental) (Cliff Burton) [4:15]
06. Whiplash” (James Hetfield, Ulrich) [4:10]
07. Phantom Lord (James Hetfield, Ulrich, Mustaine) [5:02]
08. No Remorse (James Hetfield, Ulrich) [6:26]
09. Seek & Destroy (James Hetfield, Ulrich) [6:55]
10. Metal Militia (James Hetfield, Ulrich, Mustaine) [5:09]

Fontes:
Metallica: A Biografia (Mick Wall)
Site Metal Injection (www.metalinjection.net)