Perfis do Twitter são hackeados para promover sites de conteúdo adulto

Uma pesquisa da Norton revelou que mais de 2.500 contas no Twitter foram hackeadas para promover sites de namoro e conteúdo adulto. Os hackers substituem a foto de perfil do usuário por fotos de mulheres em roupas e posições sensuais, modificam a biografia e nome completo e começam a compartilhar os links. Apenas o nome de usuário e os seguidores são mantidos. De acordo com a Norton, é provável que os criminosos recebam 4 dólares para cada usuário que redirecionam a estes sites.

 

O objetivo por trás das invasões é interagir com outros usuários, curtir tweets e seguir novas pessoas, além de postar continuadamente fotos sensuais e links de vídeos gratuitos para levar pessoas a se cadastrarem nos sites. O link compartilhado levará a uma landing page, que possibilitará identificar de onde o usuário foi redirecionado, e depois permitirá o acesso ao site adulto. É possível que esses sites utilizem “programas de afiliados”, que incentivam a indicação pagando por cada usuário que se cadastra em seu sistema.

 

Foi confirmado que 73% das contas comprometidas tinham sido criadas há pelo menos 4 anos e a maioria estava abandonada pelos seus donos. Para evitar esse tipo de ataque, a Norton sugere as seguintes medidas de proteção:

  • Utilize uma senha forte e única para o seu Twitter.
  • Evite clicar em links com endereços suspeitos, mesmo que tenham sido compartilhados por alguém que você conheça.
  • Denuncie contas que foram comprometidas: acesse o perfil invadido e clique no ícone de engrenagem, selecione “denunciar” e depois clique em “esta conta pode ter sido invadida”.

Para mais informações sobre essa invasão, acesse o blog ou entre em contato para falar com um de nossos porta-vozes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Perfis do Twitter são hackeados para promover sites de conteúdo adulto

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.