Kibe de forno feito com Carne de Soja
Kibe de forno feito com Carne de Soja

O inverno carioca se confunde facilmente com a primavera em outras regiões da América do Sul. Aqui no Rio de Janeiro não faz frio. A temperatura mais baixa que atingiu nesse inverno chegou aos 13°, longe  do frio absurdo que cobre as regiões mais ao sul do Brasil. Mas o pouco do frio que se faz aqui já é mais do que convidativo para uma tarde na cozinha.

No último dia dos pais resolvi cozinhar em casa. Depois do tradicional almoço fiz kibe de forno para o lanche da tarde. Então testei uma receita que não levasse carne.

No sábado fui à Casa Pedro no centro do Rio. Abasteci nossa dispensa com especiarias e principalmente a Proteína de Soja, que é popularmente conhecida como Carne de Soja. Comprei um tipo de Proteína que não é um torrão e sim uma farofa. E no domingo do dia dos pais meti a mão na massa literalmente.

Seguem os ingredientes para o Kibe de Forno:

3 xícaras de Carne de Soja (Proteína de Soja)
4 xícaras de Trigo para Kibe
2 xícaras de água morna
2 xícaras de água
1 Ramo de Hortelã
1 Ramo de Cheiro-Verde
2 Cebolas Grandes
2 Limões Médios
4 colheres de sopa de margarina
Azeite
Pimenta do Reino
Pimenta Síria
Sal

Primeiramente você precisa hidratar a Proteína de Soja. Aqueci as duas xícaras de água no micro-ondas por um minuto na potencia máxima. Depois joguei sobre a proteína e deixei por cerca de 10 minutos.

Em seguida hidratei o trigo de Kibe com as duas xícaras de água em temperatura ambiente. Deixei o trigo e a proteína de soja descansando.

Enquanto o trigo para Kibe e a proteína de soja descansavam em suas águas, tratei de mandar para o processador a cebola, a hortelã e o cheiro verde. Processei bem todos eles e os despejei em um recipiente para que depois recebessem o trigo e a soja.

Passado os 10 minutos, o trigo de Kibe já inchou o suficiente. Com uma peneira ou mesmo com a força das mãos esprema bem o trigo para que solte a água e fique no mínimo úmido. Não sou muito ditador com esse processo. Basta retirar o excesso de água e já está muito bom. Faça o mesmo procedimento para a proteína de soja. Remova o excesso de água.

Depois de tirar a água do trigo para kibe e da proteína de soja, leve-os para o processador e deixe a máquina triturar e misturar bem.

Agora misture o trigo para kibe, a proteína de soja com os outros ingredientes que estavam reservados. Misture-os muito bem. Tempere com a pimenta do reino, pimenta síria, limão e sal.

Como não usamos carne bovina na receita, adicionei as quatro colheres de sopa de margarina na mistura toda. Ela fará o mesmo papel que a gordura da carne bovina faria, ou seja, manter os ingredientes unidos. Pensei depois em usar gordura vegetal ou mesmo fazer uma manteiga mais natural, quem sabe em uma próxima receita?

Agora que todos os ingredientes estão misturados basta colocar em um tabuleiro e levar para o forno pré-aquecido em 180° ou 200° e deixar assar por uns 20 minutos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Formado em jornalismo e mídias digitais, mas trabalho com tecnologia há quase vinte anos. Crítico musical há quinze, já escrevi para algumas publicações no Brasil e em Portugal. Há onze anos sou jornalista responsável pelo portal Metal Zone. Quantos anos nesse parágrafo... Faço parte de “trocentas” redes sociais, instalo e fuço todo o tipo de apps, frameworks e plugins. Coleciono celulares e toda hora quero um gadget novo. Sou fã incondicional do Google e sua lista de quinquilharias: Buzz, Orkut, Android, Picasa, etc... Leitor e colecionador de Stephen King, Nelson Rodrigues, Vertigo e Bukowiski. Ouvia muito Iron Maiden, Helloween, Megadeth, Type O Negative e Engenheiros do Hawaii, atualmente ouço mais AC/DC, Metallica, Matanza, Lenine e Paradise Lost. Mas ouço diversos estilos de música audível: Jazz, Blues, Rock Nacional, Death Metal, Heavy Metal, Thrash Metal, Doom, Punk, Hardcore, MPB, Música Erudita, Bossa Nova e por ai vai... Considero-me amante da fotografia, só que clico mais shows. Geralmente quando faço a cobertura do evento para o Metal Zone. Adoro Jornada nas Estrelas, Guerras nas Estrelas, Arquivo X, Dexter, House e Supernatural. Filmes de ficção científica, terror, suspense e comédias. Assisto muito Shoptime, Discovery Chanel e algumas novelas (risos). Coleciono Box de séries, action figures, CDs, LPs, HQs, livros, miniaturas e por ai vai. Sempre dou pitaco nos jogos de futebol e pego no pé dos torcedores, mas não manjo nada de Futebol. Sou comprador assíduo de CDs, livros, revistas e eletrônicos, mas assíduo MESMO! Sou Católico e Fluminense por convenção, ou seja, já tenho as respostas certas para as perguntas comuns: - Qual time você torce e qual a sua religião? Ainda que devoto de São Jorge e Nossa Senhora Aparecida. E tenho interesse grande por religiões afro-brasileiras e cultura indígena sul americana, celta e nórdica. Também nutro um carinho especial pelo campeonato inglês e alguns times como: Santos, Internacional, Liverpool e Chelsea. Coleciono camisas de times e bandas de rock. Trabalho com comunicação e marketing digital além de desenvolvimento web há mais de dez anos. Recentemente montei uma empresa no esquema chique de home-office, com CNPJ e tudo o mais. Já atendo uma gama razoável de clientes. Tento há anos terminar um livro de ficção científica pós apocalíptica. Como tento também abraçar um monte de projetos ao mesmo tempo. Inclusive uma banda de Gângster-Splatter-Hardcore-Metal chamada Líquidos Cadavéricos. Esse nome eu tirei de um livro de medicina há muitos anos. Sonho em aprender a jogar poker, ter uma moto Honda Shadow 750C e cruzar a América do Sul e o México até a fronteira com os Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.